A Renovação Carismática Católica (RCC), da Diocese de Palmas-Fco. Beltrão, esteve reunida nos dias 08 e 09 de outubro de 2016, na cidade de Dois Vizinhos- PR,  para mais uma etapa da Escola diocesana para Lideres.

Em paralelo à Escola, aconteceu a reunião do Núcleo diocesano da RCC.

A primeira formação, que teve como base a Apostila  de Formação para Coordenadores, ficou a cargo do formador e integrante do núcleo estadual de formação da RCC do Paraná, Paulo Sergio, da Arquidiocese de Londrina- PR. O tema da formação foi o Envio e Chamado do Coordenador.

Citando o Documento de Aparecida o formador falou aos coordenadores que estes são chamados a transmitir o tesouro que é Jesus aos outros e questionou se está fácil conquistar as pessoas para Jesus.

Paulo também alertou os presentes sobre a importância da formação para melhor coordenar, bem como da importância de escutar Deus. “Se o Coordenador não Escuta o Senhor, e algo der errado em sua coordenação, a culpa não será de Deus”, afirma.

Paulo deu sequencia à formação falando sobre o Carisma do Pastoreio, deixando a pergunta: “o que tem desviado as ovelhas do aprisco”?  Explicando, assim, as características do pastor, seguindo as mesmas características fundamentais do amor de Pedro, que foi escolhido por Jesus para apascentar as ovelhas.

A formação seguinte ficou por conta de outro servo do Ministério Estadual de Formação da RCC, Alexandre Costa , também da Arquidiocese de Londrina. Também com base na Apostila de Formação para Coordenadores, o formador explicou  a visão eclesial da RCC e que seus membros,  dentro de seus Grupos de Oração (GO), também são membros da Igreja, explicando ainda que, assim como a Igreja, o a RCC tem sua organização.

A parte da formação que fala sobre a história da RCC, ficou por conta de Paulo, que afirmou que a RCC nasceu para ser rosto e memória de Pentecostes.

Em seguida,  Alexandre falou sobre os Conselhos da RCC, explicando sobre as hierarquias dentro do movimento.

Na Formação de número 6 da apostila, que traz o tema “O carisma de coordenar”, Paulo destacou a importância do planejamento: “Se em nossa vida pessoal planejamos, por que para as coisas de Deus não planejamos”? Questionou o formador, explicando ainda  que este tema visa despertar os coordenadores no zelo e consciência pela parcela do reino que lhe foi confiado.

Em seguida os Grupos de Oração se reuniram para trocar idéias e planejar as atividades para o ano de 2017.

Para encerrar a parte formativa da Escola, Alexandre falou sobre a Vida de Santidade do Líder, destacando que ser santo é essencial e que atende ao chamado de Deus no Evangelho de Mateus 5, 48. “Nosso testemunho de vida trará muitas pessoas para os nossos GOs”, afirma.

Após o término da Escola, o núcleo diocesano da RCC se reuniu para definição de alguns assuntos referentes aos próximos eventos e calendário de 2017. A reunião teve continuidade na manhã seguinte, domingo, 09, com a oração, que levou a refletir sobre o tesouro da RCC que é o GO, encerrando ao meio dia.


(Alzira Silvério/Ministério de Comunicação Social RCC Palmas-Francisco Beltrão)


Em sua primeira Exortação Apostólica, a Evangelii Gaudium, o Papa Francisco pede aos católicos que sejam uma “Igreja em Saída”.  “Na Palavra de Deus, aparece constantemente este dinamismo de «saída», que Deus quer provocar nos crentes. Abraão aceitou a chamada para partir rumo a uma nova terra (cf. Gn 12, 1-3). Moisés ouviu a chamada de Deus: «Vai; Eu te envio» (Ex 3, 10), e fez sair o povo para a terra prometida (cf. Ex 3, 17). A Jeremias disse: «Irás aonde Eu te enviar» (Jr 1, 7). Naquele «ide» de Jesus, estão presentes os cenários e os desafios sempre novos da missão evangelizadora da Igreja, e hoje todos somos chamados a esta nova «saída» missionária. Cada cristão e cada comunidade há-de discernir qual é o caminho que o Senhor lhe pede, mas todos somos convidados a aceitar esta chamada: sair da própria comodidade e ter a coragem de alcançar todas as periferias que precisam da luz do Evangelho”.


Atendendo ao chamado do Evangelho e lembrado pelo sucessor de Pedro, aproximadamente cem jovens do Ministério Jovem da RCC, da diocese de Palmas-Fco. Beltrão saíram em Missão na oitava edição da Missão JNF (Jesus na Fronteira), que aconteceu na cidade de Realeza- PR, nos dias três e quatro de setembro. A missão tem esse nome por ser a Diocese de Palmas-Fco. Beltrão uma diocese de fronteira, com o país vizinho Argentina e também com o Estado vizinho, Santa Catarina.


A Missão é sempre antecedida de momentos de formação e oração, que são a base que todo o missionário precisa para melhor desempenhar seu chamado.


No desenrolar das atividades missionárias do JNF, acontecem o arrastão, um termo usado para dar nome ao momento em que todo o grupo de missionários sai às ruas levando o amor de Deus através de canções, artes e frases, como “Jesus te ama”, que são proclamadas pelos missionários quando passam pelas casas, praças, estabelecimentos comerciais ou pessoas andando nas ruas.


Em um segundo momento da Missão, é feita uma abordagem direta, onde os jovens missionários se dividem em duplas e espalham-se pelos bairros de toda a cidade, visitando o maior número de casas possíveis e levando as famílias que os acolhem, a mensagem do amor de Deus, fazendo com elas um momento de oração, não sem antes ouvir também o que as pessoas tem para colocar para Deus naquele momento e muitas vezes até mesmo desabafar, falar de seus problemas e de suas histórias de vida.


Ainda durante a Missão, na cidade de Realeza, jovens do Ministério de Artes, realizaram missão com as crianças em uma abordagem especifica e linguagem própria para evangelizar os pequenos.


A Missão aconteceu na Paróquia Cristo Rei, onde foi acolhida de braços abertos pelo pároco, Pe. Adriano Sacardo, que também acompanhou os jovens, inclusive durante o arrastão pelas ruas.

Alzira Silvério
MCS - RCC Palmas-Francisco Beltrão

Kak samomu postroit dom

Kopirajting